Alugue este site: (41)9902-5982

Blocos de Concreto Curitiba

Na falta de mão de obra, blocos de concreto oferecem vantagens significativas

A falta de mão de obra qualificada para tocar todas as obras previstas neste economicamente aquecido ano de 2010 é uma preocupação que aflige diversos setores da construção civil brasileira. Esse temor não é infundado e pode ser constatado na pesquisa divulgada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em março, na qual a construção é um dos quatro setores em que o instituto prevê falta de mão de obra qualificada, com a estimativa de um déficit de mais de 38 mil trabalhadores. Nesse sentido a construção que utiliza blocos de concreto, estruturais ou não, como matéria-prima fundamental oferece vantagens significativas, comparada a outros sistemas construtivos.

A principal vantagem oferecida pelo sistema construtivo com alvenaria estrutural com blocos de concreto – ou mesmo blocos de concreto na vedação de paredes – reside no fato de que esse sistema de construção conta com uma tradição que vem de mais de quatro décadas, com normas definidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), tanto em relação à qualidade dos blocos (dimensões, resistência estrutural de acordo com o tipo de uso, ensaios laboratoriais, entre outros), como de projeto e execução das obras. Oferece também, como grande vantagem comparativa em relação a outros sistemas, o fato de ter mão de obra qualificada, treinada por entidades reconhecidas como o Senai, que oferece o curso de Qualificação Profissional Pedreiro Assentador em São Paulo, na capital e nas principais cidades do interior paulista.

O Senai tem como meta formar 60 mil profissionais para essa área somente no estado de São Paulo. O curso também é oferecido em diversos estados brasileiros – Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Bahia, Pernambuco, Minas Gerais, Paraná e Espírito Santo, dentre outros. E há ainda cursos oferecidos pela Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP) em todo o país. Soma-se a esses handicaps o conhecimento aprofundado da execução de edificações dos mais diferentes tipos por arquitetos, engenheiros projetistas e responsáveis por obras, mestres-de-obras, pedreiros, serventes e demais profissionais envolvidos na construção civil brasileira, ao longo desse quase meio século de utilização dos blocos de concreto nas obras brasileiras.

Além disso, o desenvolvimento técnico e tecnológico da indústria da construção com blocos de concreto conta atualmente com equipamentos e procedimentos que garantem agilidade e qualidade na execução das obras, ou seja, oferecendo competitividade e relação custo/benefício muito vantajosas. Sua flexibilidade permite o emprego tanto na construção de moradias supereconômicas como de prédios de alto padrão – cerca de 99% dos empreendimentos das companhias habitacionais o utilizam e também lançamentos de alto padrão em diversos estados brasileiros.

O desenvolvimento técnico do sistema inclui completa normalização dos blocos, produzidos com garantia de resistência e uniformidade, por exemplo, e dos serviços envolvidos (projeto, construção da estrutura, execução de instalações e acabamento). Os blocos são fabricados em dimensões modulares que permitem erguer paredes com instalações já previstas e tornam muito simples a colocação de esquadrias pela construção com vãos nas medidas-padrão desses elementos. Há ainda materiais específicos de acabamento, como argamassas prontas, instalações hidrossanitárias modulares e padronizadas, escadas e outros elementos pré-fabricados e equipamentos racionalizadores da construção, como carrinhos para descarregar blocos, carrinho porta-argamassa, gabarito para requadramento dos vãos, cantoneira para cantos internos e externos, entre outros, que fornecem agilidade no cronograma e elevada qualidade aos imóveis.

E estudos realizados por especialistas em construção com alvenaria de renomadas universidades brasileiras, como a Politécnica da USP, Universidade Federal de São Carlos-SP, Federal do Rio Grande do Sul, entre outras, comprovam que a alvenaria estrutural com blocos de concreto permite reduzir o custo das obras em até 30% (em torres de até quatro pavimentos) e 15% (em torres com 20 pavimentos), com ganhos ambientais, por praticamente não gerar rejeitos de canteiro e quase não utilizar fôrmas e escoras de madeira.

Essas vantagens – produtos certificados e de qualidade, projetos bem-elaborados e conhecimento aprofundado do sistema construtivo, com tecnologia e equipamentos de construção que garantem a qualidade/competitividade das construções, e mão de obra qualificada e experiente na execução de obras com blocos de concreto – permitem ao sistema produzir mais metros quadrados, com garantia de qualidade, e utilizando menos mão de obra por metro quadrado. Com isso, ganham construtores/incorporadores e a sociedade e os compradores de edificações brasileiros, que têm à sua escolha imóveis de qualidade, a preços mais acessíveis.

Carlos Alberto Tauil é arquiteto e secretário executivo da Associação Brasileira dos Fabricantes de Blocos de Concreto (Bloco Brasil)